Reconhecimento Facial é Seguro?

Reconhecimento Facial é Seguro?
 

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog Central Android.

Uma das funções de smartphones que está em alta ultimamente é o desbloqueio do aparelho por reconhecimento facial. Essa não é uma ideia recente, mas ganhou um debate maior desde o lançamento do iPhone X no fim de 2017, quando a funcionalidade finalmente se tornou o “mais avançado” padrão de segurança para desbloquear smartphones, substituindo o leitor de digitais e reconhecimento de íris. Entretanto, talvez o sistema não seja tão seguro assim, podendo ser desbloqueado com fotos, por exemplo. Entenda melhor:
Nesta edição, feita para celebrar o aniversário de 10 anos desde que a Apple lançou o seu primeiro iPhone, o Face ID foi o grande diferencial do modelo. E o investimento não é baixo: o consumidor precisa desembolsar cerca de U$1 mil para adquirir o novo aparelho. No Brasil, esse valor chega a ultrapassar os 7 mil reais. Isso porque, para ter um reconhecimento facial de qualidade e seguro, é preciso unir um conjunto de configurações como: câmera comum, câmera com infravermelho, projetor de ponto, armazenamento seguro, bom processamento e uma sistema de aprendizado da máquina.

Então, qual é o problema com a segurança do reconhecimento facial?

A questão está nas estratégias utilizadas para o barateamento de celulares com essa função. Nem todos têm condições de bancar um aparelho com custos tão elevados. Mas, mesmo assim, o consumidor não quer ficar para trás na tecnologia do momento. Como consequência, os fabricantes procuram alternativas para baixar o preço e fazer um belo marketing em cima da função mais inovadora do mercado para desbloquear smartphones. Afinal, é preciso acompanhar as demandas do mercado. Contudo, para isso, outras partes do aparelho ganham produtos de menor qualidade e, até mesmo, itens essenciais para garantir a segurança do reconhecimento facial, como a câmera com infravermelho e projetor de pontos, podem ficar de fora. Dessa forma, o celular ainda possui o tal reconhecimento de face, mas não com a segurança necessária.

O que pode acontecer?

Sem esses recursos, as câmeras simples podem ser facilmente enganadas por fotos, sejam impressas ou exibidas em uma tela. Assim, qualquer pessoa que tenha um retrato do dono do aparelho pode conseguir desbloqueá-lo sem muita dificuldade. Mesmo o iPhone X, que garante todos os recursos necessários para a segurança, já foi enganado por uma máscara imitando as feições do usuário.

Qual é a melhor opção de segurança para os smartphones?

Infelizmente, não existe método infalível contra ataques. Contudo, a autenticação por impressão digital e até mesmo o código de 6 dígitos para desbloqueio têm se mostrado mais confiáveis. É importante ressaltar ainda que instalar um antivírus para celular é um dos requisitos básicos para quem busca segurança. Mesmo opções gratuitas, como o Bitdefender Antivírus Free para Android, conseguem garantir mais proteção contra todos os tipos de ameaças. E, se você não quiser ficar para trás na tecnologia e insistir em usar o reconhecimento facial, lembre-se de verificar bem as configurações do smartphone. E você, o que acha do sistema de reconhecimento facial? Conte para nós! Imagens: Tech News Port, Wccftech, Naked Security - Sophos, A iGeeks